A paz também procede, não só da compreensão, mas como também de tarefa realizada. Imagine a paz de uma consciência saber e realizar de fato o que veio fazer neste mundo? Como Jesus que disse: sei de onde vim, sei para onde vou e enquanto estou no mundo, seu exatamente o que vim fazer aqui. Imagine a paz que Jesus sentia na sua consciência? Ele sabia que entraria no paraíso de Deus, tanto que disse assim a Dimas: hoje mesmo, tu estarás comigo no meu paraíso. Jesus sabia que ia morrer na carne, e que ia entrar no paraíso de Deus pelo espírito.

E todos nós também podemos entrar no paraíso de Deus pelo espírito, pois Deus já assentou o seu espírito em cada um de nós. Mas uma hora, nós sabemos que o espírito voltará a Deus que o deu, e a consciência que seguir este espírito, também sairá no plano do céu como todos que o seguiram. Abraão, Isaque, Rebeca, Rute, Jacó, Davi, Jesus, Paulo, entre outros que também o seguiram. Isaías disse assim: buscai o senhor enquanto se pode achar. Invocai-o enquanto está perto. As nossas consciências têm tudo para saírem no paraíso de Deus, é só elas buscarem se inteirar com o espírito, que elas encontrarão a paz verdadeira de Deus, elas devem se desligar da carne que a produziu, que é onde abriga todos os tormentos de uma consciência, e se ligarem no espírito, que é o príncipe da paz. Paulo disse que no espírito está escondido todos os tesouros da ciência de Deus, e Eliú também disse: há um espírito no Homem, que é este espírito que nos faz conhecer tudo de Deus.

Não existe cura maior para uma consciência do que ela se inteirar do espírito de Deus e se entregar a ele. Ele é a cura para todas as doenças da alma, que está na carne. Quando uma consciência tem um problema, é só ela se desligar do agente que cria o problema, que o problema acaba. Por isso, a mortificação da carne dentro da consciência, é a solução para todos os problemas humano, pois morreu a carne, acabou tudo. Pedro disse: já é muito, que a tua consciência viveu pela carne até hoje, e ignorou o espírito de Deus dentro dela, que de agora em diante, ela faça o contrário, vivifica o espírito de Deus nela, e mortifica a carne, e o tempo que ainda vos resta na carne, não vivais mais segundo os Homens, mas sim segundo um filho de Deus, pois ele é a nossa paz com Deus, e o fim de todos os tormentos que temos na carne.

É um novo corpo, uma nova vida, um novo ser, a tua consciência não anda mais por aquela que morreu.
Não se resolve os problemas da carne, enquanto não mortifica-la, como Paulo disse: se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está. Pensai nas coisas que são de cima, e não mais nas que são da Terra. Mortificai, pois, os vossos membros que estão por sobre a Terra. A prostituição, a lascívia, os ciúmes e todos os frutos da carne que atormentam as consciências, mas uma consciência ligada no espírito de Deus, não tem mais nenhum problema.