A temperança é uma das virtudes mais excelente de uma consciência, pois é uma consciência que pode intermediar entre Deus e os Homens, como as consciências dos profetas, que via o lado de Deus e via também o lado também das consciências, como eu sempre disso: eu sei que as consciências foram produzidas ainda agora neste mundo, e sei também que elas nunca tiveram nenhuma informação do propósito de Deus, e é por isso que Deus não leva em consideração o tempo da ignorância. Não que a consciência vá se salvar por isto, mas este tempo da ignorância não é contado, mas a partir do momento que a consciência foi avisada do propósito da vida, e ela não deu importância ao espírito de Deus nela, não há mais salvação para ela, mesmo depois ela querendo buscar o espírito.
O propósito da vida não é uma fantasia, como Alice no país das maravilhas, mas ele é uma verdade nua e crua, e que dói na alma, pois trata-se de uma metamorfose existencial por parte da consciência. a consciência deve se desligar da carne que a produziu e se ligar no espírito de Deus pela vida eterna dela, pois, se ela não passar por esta metamorfose, simplesmente jogará a consciência que produziu no vazio eterno, pois a carne morrerá e ela não terá mais um corpo na eternidade. E é desta metamorfose que todos os profetas falaram, um deles, o profeta Amós, disse: porque você deseja ver o dia do senhor? Pois é um dia de trevas, de densas trevas. E o profeta Malaquias disse: o senhor virá com o fogo do ourives em uma das mãos e com o sabão dos lavandeiros na outra, e purificará as consciências como se purifica a prata.
Estamos dentro de uma fase da vida e já passamos por uma metamorfose quando éramos sêmens, e nos transformamos em seres humanos, agora, de ser humano, vamos passar por outra metamorfose e nos transformamos em seres espirituais. A primeira metamorfose, ocorreu dentro do ventre das nossas mães, e esta segunda metamorfose, ocorrerá dentro das nossas consciências. Mas para que esta metamorfose ocorra, primeiro a consciência deve inseminar o espírito de Deus dentro dela, assim como houve a necessidade, dos nossos pais inseminarem o nosso sêmen no ventre das nossas mães, tudo por sua ordem.
A temperança é esta virtude, de intermediar entre Deus e os Homens, para falar de seu propósito. Eu confesso que não é uma tarefa fácil, e que requer muita compreensão e dedicação, pois muitos profetas até morreram por isso. Olha só o que fizeram com o meu irmão Jesus por ele falar da razão do nosso Pai Deus? E não é só Jesus, mas quantos profetas morreram por pregar esta salvação.