Palavras cristalinas, feito água que jorra da fonte, lavam meus olhos e enxergo nítido, o caminho da vida tão fascinante. Antes alma sedenta como cisterna rota, mas do céu uma mão com nobreza fez gotejar em minha boca. Saciou a minha alma com a verdade que liberta, fez-me ver a minha terra interna, motivo de existir esta esfera. Foi tirando todo engano que o tempo no escuro deixou, abriu a porta da minha consciência e a luz da sabedoria raiou. Então encontrei em mim, lá no fundo do meu ser, uma rocha assentada com muita água para beber. Manancial de água pura que transborda sem parar, nos eleva nas alturas, fazendo a alma voar. Purifica, fortifica e penetra o coração, nos anima, nos ensina, traz a pura compreensão. Convido todos a beber desta água tão fresquinha, para na alma florescer os frutos excelentes da vida.

Por Michele Mi