Assunto que intriga os corações
Pavor e medo do desconhecido
Mas partem para ilusões
E o imo fica adormecido

As respostas para as dúvidas
Existem e são verdadeiras
Mas a intenção de suas súplicas
Não deixam sua expressão faceira

A vida continua
Para alma que a gerar
Revista-se, não fique nua
É tempo de concentrar

Cuidar do próprio interno
Desligar-se dessa esfera
Mudar o clima do inverno
Para a estação da primavera

No peito clama a verdade
A vida acena por sua mão
Está tão perto a liberdade
A sabedoria e seu clarão

Cada consciência é única
E deve buscar dentro de si
Bordar sua linda túnica
Levantar a cabeça e seguir

Há dois caminhos traçados
Com destino a eternidade
A alma cairá do lado
Por quem andou de verdade

O sentido é só de ida
E não temos como voltar
No interno está a saída
A porção do lumiar

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Márcia Rocher – Apucarana/PR