Sentimento de pesar
Que dilacera o coração
Faz a alma chorar
E mudar sua direção

Cai em si
Pelo erro cometido
A própria consciência faz juízo
E quer aprumar seu destino

Perde a capacidade
Morre para o que foi um dia
Busca a liberdade
Sua carta de alforria

Acorda para a vida
Desperta a razão
Dá as mãos a sabedoria
Ilumina sua visão

Planta em sua terra
Sementes divinais
Contempla a pintura da esfera
Atraca-se em seu cais

Repousa tranquila no leito
Sente a paz verdadeira
Âmago satisfeito
Por ver brotar a videira

É tão certo a colheita
Daquilo que um dia plantamos
Arrependa-se enquanto há tempo
Eleve-se a outro plano

Não deixe nada manchar
A tua alma coração
Hoje é o tempo de semear
A justiça e a compreensão

Por Michele Mi 
Tema: Simone Nascimento -Taboão da Serra/SP