A frieza predominou
Congelando os corações
Cessou o verdadeiro amor
Bagunçou as estações

No céu de cada alma
Não brilha o sol da vida
Deveria tornar-se alva
Plantando a sabedoria

Cadê os dias de verão
Com a presença do seu calor?
Fechou o tempo, tudo nublou
Por onde anda o resplendor?

A barreira da ignorância
Deixa a terra improdutiva
Afasta a esperança
A mãe lamenta sua sina

É preciso cuidar do ventre
Sua alma, seu coração
Abrir as portas da mente
Ouvir a verdade e sua canção

Colorir o firmamento
Deixar a vida florescer
Puras doses de entendimento
Fará se reconhecer

Mude essa paisagem sombria
Pinte com a vida sua tela
Transforme esse inverno tão frio
Em uma linda primavera

A consciência é um estado
E pode mudar a qualquer momento
Altere a tristeza desse quadro
Borde a paz no lugar do tormento

Por Michele Mi 
Tema: Simone Nascimento – Taboão da Serra/SP