Ela está dentro do ciclo da vida
Não adianta se esquivar
Brinque com ela na poesia
E tente o medo derrubar

Dois lados totalmente opostos
E um fruto deleitoso
Guerreiros atentos, a postos
Querendo provar do seu gosto

No ventre da alma uma guerra
Ultrapassar as barreiras
Em meio a luta, atravessa a esfera
Proteção e ataque nas trincheiras

Aliar-se a sabedoria
É a melhor estratégia
Compreender o sentido da vida
Abre as portas e as celas

Dissipa as limitações mentais
Faz o dia amanhecer
Acalma os temporais
Faz o imo renascer

Consciência imensurável
Uma divisora do infinito
Quebrando-o em duas eternidades
Traçando à frente um destino

Um rumo sem volta
E o ensejo em nossas mãos
De repente uma reviravolta
Dando asas ao coração

O descartável pó
Retorno das cinzas ao relento
Alma sem laço, sem nó
Esquece o espaço e o tempo

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Anderson Valfré – MG