Inspirei a verdade
E ela adentrou meu universo
Revirou de cabeça pra baixo
Transmutou o meu inverso

Gotículas suaves
Serenam em meu jardim
Expiro a liberdade
Vejo flores em tom de marfim

O clima é agradável
Um estado sereno de paz
O amor tem livre passagem
Para ancorar no terno cais

O ar que eu respiro
Alegra-me noite e dia
Preenchendo minha alma
Com a excelência da sabedoria

Minha porta está fechada
Para a tristeza e a solidão
Doce lar, humilde morada
Transborda a essência da compreensão

Somente eu posso cuidar
Da minha casa coração
Constantemente regar
Com a água pura da razão

Colorir as paisagens
Com os tons alegres da vida
Ter paciência, saber esperar
Cada ciclo que se finda

O ar que eu respiro
Alegra-me noite e dia
Preenchendo minha alma
Com a excelência da sabedoria

Por Michele Mi 
Tema: Sandro Maranho – Maringá/PR