As conversas me inspiram
Os temas se mostram em visão
Há muitas relações que conspiram
E nos apunhalam pela traição

Muitos são os beijos
Mas de fato qual a intenção
Ocultos em seus ensejos
Frieza do coração

Uma aliança guardada
Selada em fidelidade
De repente uma apunhalada
Quebra o ciclo sem piedade

O beijo do anel
Disfarce de união
Triste rima do cordel
Poesia em lamentação

Beijos de vida
Beijos da morte
Toques de sabedoria
Acariciam a alma e a deixa forte

É preciso perspicácia
Para enxergar além do olhar
Perceber o que é falácia
E as emoções decifrar

As cordas do coração
Tem muito o que ecoar
A todo instante uma canção
Ouça o seu dedilhar

Pausas e silêncio
Clamam pela verdade
O amor, puro sentimento
Essência da liberdade

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Eliézer Rogério – Jaraguá do Sul/SC