Vazio no fundo do peito
Assolando a pobre alma
Sintomas e sentimentos
Loucuras e ausência de calma

Ó pobre coração
Não enxerga o próprio erro
O cúmulo da solidão
Reflete por seu espelho

Insanidade a solta
Atos impensados
Veneno exala da boca
Interno enclausurado

Pensamentos que corroem
Paranóia é sua rotina
Ciclo que vem e destrói
Obscura é sua retina

Não enxerga a imagem real
A verdade que liberta
Vive uma vida banal
Perambulando por esta esfera

Mendiga um ato de amor
Até de um ser irracional
Dominada pelo opressor
Triste estado mental

Permita-me um conselho
Confine-se na tua casa
Vasculhe tudo sem medo
Conheça tua própria alma

Por Michele Mi