É até estranho de pensar
Mas é assim que acontece
Quando a cabeça não pensa
O corpo todo padece

Deveria ser por amor
A busca pelo dono da vida
Mas sempre esperam a dor
Para buscarem a saída

Precisava ser assim,
Vir algo tão pequeno e ínfimo
Pra tentar nos fazer refletir
E aguçar o raciocínio?

Cessar a correria louca
Atrás do vento e do nada
Calar aquela voz tão rouca
Que gritava a beira da estrada

Será que ninguém percebe
Que não somos o centro da atenção?
Fazemos parte do ciclo da vida
Estamos dentro de uma razão

Devemos buscar por amor
Aquele que nos criou
Não por medo ou pavor
Mas pelo bem de quem nos desejou

Vamos ser mais diligentes
E levantar o nosso olhar
Abrir a alma, o nosso ventre
Para sabedoria reinar

Por detrás de tudo isto
Há uma voz nos falando
A vida está te sorrindo
E sua mão lhe acenando

Por Michele Mi
Tema: Eleni Fernandes – Martins/RN