Duas ações distintas
Nítidas de se ver
Atente e raciocine
Elas habitam dentro de você

Uma provém da matéria
E a outra do celestial
Movem-se por toda a esfera
No mais oculto e abissal

Do que adianta a energia
Se não tiver a vida a brilhar?
O corpo fenece e ali parado fica
Cheio de energia em seu lugar

Mas a vida, ah! A vida
Esta sim tem grande valor
Uma fonte perene e infinda
Dela vem todo resplendor

A alma deve discernir
A diferença das duas ações
Inclinar-se e refletir
No profundo do coração

Separar no entendimento
As duas existências
Buscar o discernimento
Pela própria consciência

Olhe para a borboleta
Quanta liberdade a voar neste mundo
Mas passou um processo intenso
Fechadinha no casulo

A fantástica ação da vida
Bordou suas lindas asas
A excelência da sabedoria
Transformará a nossa casa

Por Michele Mi 
Tema: Roberto Marino – Embu das Artes/SP