O ego é um prefixo que exprime a ideia do eu, na psicanálise é a personalidade de cada pessoa. Mas o egocentrismo já é considerado, na psicologia, como uma doença na alma. O egocêntrico é aquela pessoa que só percebe ela mesma, e que por consequência, possui dificuldades de avaliar os impactos que causam as outras pessoas. O egocêntrico tem tendência de centrar as atenções só em torno de si mesmo, o egoísta tem o hábito de colocar os seus interesses, opiniões, desejos, e necessidades próprias em primeiro lugar, em detrimento das outras pessoas. O egoísta é aquele que ama a si mesmo em demasia.

Dentro do propósito de Deus, o egoísta está fora da vida eterna, pois Deus é o centro das coisas, pois Ele é único no infinito, e Ele disse: antes de mim, deus nenhum se formou, e depois de mim deus nenhum haverá e aquele que não se ajunta comigo se espalha. A consciência só tem duas opções na eternidade, se juntar a Deus pelo espírito e fazer uma com Ele, ou cair no nada absoluto sem volta. Nós estamos dentro de um propósito, e este propósito é de Deus e não nosso. Ou as nossas consciências fazem de Deus o centro, ou cairão isoladas no vazio eterno. O egocêntrico quer deslocar este centro “Deus” para ele. Como os empresários por exemplo, que já criaram um slogan: muitas pessoas dependem de mim. E com isto querem chamar atenção de todos para si.

Na verdade, toda consciência tem isto dentro dela, o egocentrismo, cuidando que se não fosse ela, os outros estariam perdidos. Mas toda consciência tem a mesma capacidade de buscar e conseguir o que quer, é só ativar as suas funções, que todas elas atingem os seus objetivos. A minha consciência, por exemplo, focou o objetivo dela em descobrir e realizar o propósito do Criador Deus, e ela sabe que isto lhe resultará na vida eterna do espírito. E foi o que ela fez, buscou o Criador Deus, se inteirou com Ele, descobriu o seu espírito dentro dela, fez dele o seu senhor e hoje ela caminha para a vida eterna junto a Deus.

Mas se a tua consciência quer ser o centro das atenções e se desfocar do propósito de Deus, cuidando que muitas pessoas dependem dela, e não de Deus, quero ver depois que a tua carne morrer, de quem mais estas pessoas que você julga depender de você viverá. Na carne, todos nós somos vermes insignificantes, e não podemos chamar atenção de nada, pois vamos virar comidas de vermes.