Aí vem a baronesa
Todos contemplando e a achando bela
Veio para escravizar
Todos que andarem por ela

O mundo pede bis
Como ela é demais!
De geração em geração
Colocam ela num altar

Já vem há muito tempo
Dirigindo o espetáculo
Mas quando fecham as cortinas
É você quem paga o pato

Que poder que ela tem
Fazem tudo que ela manda
Caminhando para o vazio
É para onde a fila anda

Eu não vejo o que fazer
Se você não enxergar
A baronesa que elegeu
A tua casa irá derrubar

No início te conquista
E depois te arranca a pele
Vai sugando a tua alma
Quando vê, você já era

Venha então, me dê a mão
Juntos somos bem mais fortes
Derrubar a baronesa
Esta que vem lá do Norte

É lá dentro de você
Que isto faz acontecer
Arrancá-la da tua vida
E o espírito estabelecer.

Por Régis Roberto