O medo se faz
Presente na mente
De todo aquele
Que do espírito é descrente

Medo da morte
Por não aceitar
Perder esta vida
E o mundo deixar

Pois falam de boca
Acreditar no invisível
Mas seus medos entregam
Que não andam no espírito

Todos tem medo
Do que aqui vão perder
Sem dar conta que um dia
Iremos todos morrer

Só irão se dar conta
Que o medo é carnal
Se nascerem de novo
Um ser espiritual

Então sigo agora
Sem medo de nada
O caminho da vida
Para ganhar minha infinda

Por Regis Roberto