Todos correndo
Prá lá e prá cá
Sem dar importância
A quem a vida te dá

É nele que está
Toda forma de amar
Qual será o teu valor
Se a ele não se entregar?

Sem vida não há
Como se transportar
Viajar com o espírito
Para o eterno lar

A coisa está feia
Ninguém de valor
Só dão importância
A este mundo de horror

Não vejo saída
Para esta geração
Se não houver modificação
Dentro do coração

A carne já era
Uma existência sem vida
Se ficar agarrado a ela
Perderá tua porção infinda

O mais importante
É se valorizar
Se eternizar com o espírito
Tua existência, teu par

Por Régis Roberto