Para onde vou
Depois que morrer?
É a preocupação
De quem vive a sofrer

Só vivem em pânico
Com medo e aflição
Pois amam o mundo
Com toda a paixão

Eu acho que é isso
Ou será que é aquilo?
Uma dúvida cruel
Para quem vive ao léu

Tem aqueles que ainda
Pensam que ao morrer
Irão todos para o céu
Isto não vai acontecer

Você tem que parar
De não fazer nada
Encontrar o caminho
Sair da beira da estrada

Não fique vivendo
De imaginação
Para ir para o céu
Tem que haver realização

Do propósito de Deus
Montado em você
Para o pânico e o medo
Nunca mais estabelecer

Por Regis Roberto