Aprenda com os pássaros Quantas e quantas espécies de pássaros há na natureza, cada qual com suas características próprias em forma, força, leveza, cores, beleza ,tamanhos, etc. Nos encantam com seus vôos, hora rasantes, hora parecendo tocar o sol, a harmonia em bandos fazendo malabarismos, o som de seus cantos, quanta afinação! Um verdadeiro coral, com melodia, tom, perfeição, realizando cada qual sua função, dantes estabelecida pelo Criador, desempenham em completa obediência o que lhes fora destinado cumprir. A priori, vejo que esta é uma das lições que deveríamos observar atentamente e aprender com os pássaros, a de cumprir enquanto consciência com a função que dantes foi estabelecida pelo Criador.

Vejo também, que a coragem impulsiona o voo e destemidos batem as asas rumo à liberdade! Muitas consciências clamam: liberdade, liberdade! Contudo, para ser livre é preciso lançar-se rumo ao que quebra todas as correntes, que aprisionam a mente, permitindo assim a leveza de um pássaro, que aos poucos segue rumo ao infinito. Confiança! Creio ser a lição fundamental que deveríamos aprender com os pássaros! Em uma passagem está escrito: “Olhem os passarinhos: não se preocupam com o alimento, não precisam de semear, nem de colher ou de armazenar comida, pois o vosso Pai celestial é quem os sustenta. E, para ele, vocês têm muito mais valor do que os passarinhos. As vossas preocupações poderão porventura acrescentar um só momento ao tempo da vossa vida? E completa: “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas.

“Confiar é uma ação que deve ser exercida por completo, sem ressalvas, com o entendimento de que aqui viemos e estamos para sermos praticantes, cumpridores dos desígnios do Senhor, buscando alvura desde as intenções e assim como “o pardal encontrou casa e a andorinha ninho para si”, possamos nos deleitar nos altares do Senhor, sendo para Ele o que projetou que fôssemos. Para concluir, devo destacar a função que os pássaros exercem de semeadores, promovendo a disseminação de árvores e arbustos. Assim também devemos nós agir, propagando a verdade de Deus, lançando a semente e quiçá esta caia em terra fértil e dê bons frutos!

Por Loir Xavier