É aquele que vigia, que guarda, que se apercebe dos perigos que rondam e que vem com o intuito de destruir e derrubar a “fortaleza “. À todo momento o inimigo está ao derredor para colocar por terra tudo o que nos liga ao espírito e nos faz crescer, atacando nossas consciências, querendo nos tirar da presença de Deus. Nossa vigilância deve ser constante para que saibamos nos desvencilhar até das pequenas coisas que podem tornar-se grandes armadilhas contra nós mesmos e acabar por tirar-nos da eternidade com Deus, nosso Pai!

Por Loir Xavier