Confiar é entregar (alguma coisa) a alguém sem receio de a perder ou de sofrer dano. Confiar é crer, acreditar! Como se dá o confiar? Como em todas as relações, se dá a medida que há envolvimento, a medida que há conhecimento! O humano sempre quantifica suas relações. A partir de tal pressuposto a pergunta é: o quanto o tenho (o espírito de Deus) como minha fonte? Afinal, fonte não é apenas um manancial de águas, mas principalmente de vida! Lugar de saciedade! E então, será que estou saboreando e absorvendo os nutrientes de cada gotícula ou apenas engolindo e continuando seca, sedenta e fraca? O quanto o tenho como minha rocha? Meus pés estão verdadeiramente firmados Nele ou um pequeno tremor abala minhas estruturas? Para cada pergunta, uma outra: em quem tenho posto minha confiança? Depende de em quem está firmada minha consciência!

Por Loir Xavier