As pressões externas da sociedade, que só considera “gente” aqueles que segundo seus padrões taxativos vencem, minam as forças das consciências, que freneticamente disputam entre si “um lugar ao sol”, como diz um ditado. Desde cedo são programadas para “vencerem na vida” e tantas pressões as levam à procurar uma alternativa para fugir de tal realidade, haja visto que poucos conseguem e a ânsia, a obrigação de ter e ou “ser alguém” as consome.

Então, buscam nas drogas, sejam elas de que espécie, o esconderijo para ao menos em algumas horas escaparem de tudo. Mas como fugir se o mal está enraizado na consciência? Na verdade não há fuga! O que há, é a cura de todos os males causados pela extrema ligação com a carne. Para tanto, faz-se necessário encontrar-se consigo mesmo e com o espírito de Deus, fazer de si Sua casa, descobrindo-se como consciência, caminhando rumo à realização do propósito para o qual foi criado.

Loir Xavier