É fundamental esse olhar para nós mesmos. Nos atentarmos de nossos próprios erros e vacilos. Vejo que é costume somente olhar para o outro em busca de justificação, hábito do humano, para erros encontrados em si próprio. É mais cômodo acusar, apontar o dedo, do que ver-se como realmente é e buscar não justificar-se mas transformar-se. Sabemos que a salvação vêm da realização do propósito e que esta realização parte de vasculhar-se por completo, conhecer-se e limpar-se do que jaz no mundo. Devemos sim propagar a verdade, incitar as consciências à verdade, mas principalmente realizar em nós essa verdade, sozinhos, separados do meio externo, juntos, aliados, de mãos dadas com o senhor de nossas vidas.

Por Loir Xavier