O outro lado!
Qual lado?
Resta a cada consciência escolher
E é pelo seu proceder
Que já o começa viver!
Há tempo suficiente
Para ao senhor conhecer
Reconhecer-se
Ter um novo nascer
Não falo de carne e sangue
Pois é impossível retroceder
Falo do espírito santo
O infindo viver
Resta então buscar
Mudar, moldar
Metamorfosear
E vida eterna terás!
O outro lado?
Só tristeza e lamentos
Angústias e sofrimentos
Sem vida
Sai pra lá
Desse não quero nem falar
Quero mesmo é realizar
E em filho me tornar!
Por Loir Xavier