A vida só tem valor quando o damos a ela! Mas entendam, quando falo de vida não estou me referindo ao andar, falar, ouvir, sentir e todas as ações concernentes ao corpo humano, mas sim a quem promove tais ações, falo do espírito de Deus em nós, a vida! Sim, Ele é a verdadeira vida, o tesouro escondido em nós, vasos de barro.
Fiquei sabendo e foi por mim mesma que enxerguei, que não sou apenas este corpo que se locomove, que emite sons e que é finito (aquilo que tem fim). Bem, na verdade eu sou a consciência! Isso mesmo, eu sou o que manifesto, penso, raciocino, determino e ajo. Agora que sei, devo buscar sê-la inteiramente para a existência que me dá a vida eterna com Deus, que é justamente o tesouro plantado em mim, o espírito da vida. Por Ele minha consciência deve se renovar, brotar e frutificar. São as suas raízes viçosas, fortes, quem devem ser a fonte do meu alimento, de onde absorverei os nutrientes para que como o fruto que sou, eu o seja completamente desejável ao meu Criador e Pai!

Por Loir Xavier