Uma palavra que está sempre na boca das consciências, mas que estas não tem noção de quão profundo é o entendimento de tal ação. Sim, perdoar é uma ação! Ação de livrar-se de guardar pesos de sentimentos que trazem frustração e dor. Ação de livrar-se da carne! Perdoar é tirar do coração, como diz um irmão. Mas o que novamente constatamos ao falar do perdão é a magnitude que as nossas consciências devem alcançar para serem merecedoras do corpo de Deus. Ao ponto de tudo suportar, com a serenidade que só uma consciência absolutamente entregue às ações do espírito santo de Deus em si, é capaz de demonstrar. É, temos um enorme trabalho à continuar fazendo de demolição do velho casario e construção de uma nova e reluzente casa, uma consciência no prumo, edificada juntamente com o senhor, decorada por Seus frutos. Ao ponto de, apesar de insultos, trazermos a serenidade no olhar e rogar a Deus o perdão para os insultores!

Por Loir Xavier