Desde pequena, ainda criança, ouço essa palavra perseverar. Hoje, adulta, consciência madura, mas um tanto quanto nova, sei o sentido desta palavra. Sempre ao traçarmos um objetivo temos que perseverarmos nele para o alcançarmos, enfrentar com vontade de vencer os obstáculos do caminho. Afinal em todo caminho há pedras e nem todas irão nos manter em pé, pois em sua maioria o intuito é nos derrubar. No caminho da vida não é diferente e o que o difere é onde este culmina: na vida eterna espiritual junto à Deus, sendo filho e herdeiro, desfrutando de todas as delícias celestiais, tendo vida. No caminho da vida, as pedras foram colocadas por nós mesmos. Na verdade erguemos muros que agora precisam ser derrubados, pois nada é intransponível para quem alia-se ao senhor, a fim de que Ele conduza e mostre a direção. Ele renova as forças e nos faz perseverantes, destemidos. Embora hajam consciências que não enfrentam lutas, posso dizer que a minha consciência enfrenta, mas sou perseverante e já determinei onde quero estar após a morte do meu corpo carnal, e sigo, avançando com o meu senhor!

Por Loir Xavier