A perseverança é em minha visão um exercício de querer, paciência e firmeza. Quando queremos algo, obviamente trilhamos o passo a passo, as etapas que nos levarão a tal conquista. Também sabemos que só conseguiremos tal feito se formos obstinados em consegui-lo, não medindo as dificuldades, aliás transpondo-as, sendo pacientes e firmes para chegar ao objetivo final.
Em se tratando da vida carnal, o que podemos observar é que as consciências rasgam-se por inteiro até conseguir realizar-se no que querem, seja para “ser alguém ou ter alguém ou algo”, algumas ou a grande maioria não medem esforços ou subterfúgios. Em contrapartida, a vida espiritual e eterna não é atrativa, pois sua realização que consiste em abdicar de tudo que diz respeito à carne, é o entrave para que as consciências queiram e perseverem em seguir o caminho que nela culminará, afinal é nela, na vida carnal, onde encontram satisfação.
Saber a verdade e ter a vida eterna em si não é o suficiente, é preciso que a própria consciência seja perseverante e tenha um querer extremo de ser realmente o fruto desejado e pronto para ser colhido por Deus!
Por Loir Xavier