Para sabermos se algo é bom ou não temos que provar e usamos os sentidos para isso.
No propósito de Deus também o é assim, usando os sentidos. Começamos ao ouvir sobre ele e essa ação aguça o raciocínio, que abre os nossos olhos para o entendimento de nossa razão de existir. Do que a carne, do qual somos formados, produziu e que é o desejo de Deus. Eureka! Uma nova e surpreendente descoberta, somos a consciência! Ela é o fruto proibido.
Com a boca sedenta imediatamente recebemos a água da palavra vinda do espírito que Ele assentou em cada um de nós, uma porção Sua, para nos dar vida. E é ele e a sabedoria que nos guia e conduzirá para a vida abundante e eterna. Passamos então a sentir o doce e delicioso aroma de Cristo, o que desperta em nós o desejo de também exalá-lo. Provamos então do verdadeiro amor! Que é compreender, obedecer, realizar!

Por Loir Xavier