Para a grande maioria gritante, maçante, sofrida, sem vida! Falar em amor ao próximo da poltrona do sofá é tão fácil, mas difícil é viver, experimentar de seu cotidiano. A realidade é cruel! Cada qual enxerga muito bem a sua própria, ou seja, até onde os olhos alcançam ver o próprio umbigo. São inúmeras as aflições e de formas mais variadas e a labuta de vencê-las dia a dia, não só no físico, mas na consciência. Mas ainda que a realidade aqui nesse tempo seja difícil, há para todos uma saída, um bálsamo, uma vida eterna espiritual e abundante de alegrias indizíveis, de saciedade no pão que alimenta a alma, na água que mata a sede, que dá forças ao cansado, que fortalece, que revigora e renova. Ele veio e já está dentro de cada um, à postos para levar o que veio buscar, a consciência daqueles que dele se fizerem Seus. Daqueles que buscarem de todo o coração o Seu reino e as demais coisas… Bem, as demais coisas Ele acrescentará!

Por Loir Xavier