Arar, semear, irrigar são princípios básicos que devem ser seguidos para ver surgir uma nova planta. Esta vai despontando aos poucos até que em um dado momento e através dos cuidados necessários dá-se o crescimento, primeiro um tímido broto, e então aos poucos vê-se ramos, folhas, flores e por fim seus frutos. E de suas sementes brotarão mais de sua espécie.
Assim também acontece com a consciência ao passar pelo entendimento do propósito da vida, ao compreender e enxergar que a vida está no espírito que já a habita e que a continuação desta depende de total entrega e realização. Brota o novo e o que era deixa de ser, renasce revigorada, renovada, iluminada pela palavra e glória do Senhor que a irriga em todo tempo, já começando a sentir a experimentar o gozo da presença do Eterno.

Por Loir Xavier