Se o trabalho de um restaurador é minucioso ao restaurar uma peça de arte, imagine a restauração de uma consciência que é a mais desejada obra de arte do Criador! A restauração de uma peça de arte é cuidadosa, de observação, de concentração extrema, esmiuça e examina cada detalhe, a fim de avaliar os danos para fazer as devidas correções, para que esta fique perfeita como era dantes, ao ser criada. A nossa consciência é tal qual uma obra de arte, a maior já produzida, que necessita de consertos, de reparos profundos, pois o estrago ocasionado pelo engano é grande, criou raiz e à apodreceu. Temos em nós o espírito de Deus, o nosso restaurador, que revela as imperfeições, os sulcos, que mostra onde restaurar para voltarmos ao início e sermos perfeitos, não para o nosso benefício, mas para o de Deus, afinal somos Dele. É um trabalho que deve ser executado com perfeição, pois o perfeito não habita em imperfeições!

Por Loir Xavier