“Eu nasci assim, eu cresci assim, mas não vou ser sempre assim”, pois o Único e imutável é Deus, que é perfeito!
Eu sim, tenho que me livrar de minhas imperfeições e não me refiro as físicas, mas as instaladas em minha consciência. A síndrome de Gabriela nos diz que só não busca a mudança, aqueles que satisfazem-se com a condição do que são. Se sou filha do Altíssimo devo buscar a semelhança com Ele, e para tanto, somente pelo espírito. Desde a queda do Homem, quando este comeu do fruto, é preciso restaurar o elo perdido com Deus e isso cada um deve realizar em si, na consciência. Observar e praticar os preceitos de Seu propósito, que pede um novo nascimento, um novo ser, mudança de conceitos, de visão, de domínio. Se sou filha do Altíssimo devo buscar a semelhança com Ele, mudar de vestes, deixar o velho Homem, me revestir do senhor. Imutável, somente Deus! Se sou filha do Altíssimo devo fundir-me a Ele, para que ao me procurarem, somente a Ele encontrem!

Por Loir Xavier