Há uma frase que diz: sonhar não custa nada! Vejo que sonhar custa muito. Custa o preço de viver na inércia, sem a realização enquanto ser, enquanto consciência, sem desfrutar a plena satisfação da completude. A vida eterna com Deus não passa de mais um sonho alimentado pelas consciências, haja visto, que correm somente em direção aos seus inúmeros sonhos carnais.

Embora estejamos tratando de sonhos, a vida eterna consciente não é e nem deve ser encarada como um sonho, pois só o será, se a própria consciência não for em busca de realizá-lo, se ficar apenas com os devaneios e as ilusões plantadas em si, acreditando que quanto a isso tudo já foi feito. A realidade do propósito deve ser encarada de fato, como algo a ser vivido e concretizado com os olhos bem abertos, e não apenas como mais uma quimera.

Por Loir Xavier