O ser humano sabe que assim como nasceu, irá morrer. Isto é um fato contundente e imutável! Acontece que não tem a menor noção do que nele ou dele é eterno. Pensa, supõe que seja o seu corpo carnal, embora saiba que este voltará ao pó, mas criou para si, a ressurreição carnal como justificativa para tal imbróglio. A falta de conhecimento da verdade e de quem realmente é, causa tamanha negligência em relação ao depois da morte carnal, pois crê piamente que retornará do pó, em um corpo vivo, imortal e eterno. Quando comparamos tais pensamentos com as fábulas de histórias infantis, onde tudo tem um final feliz, estamos denunciando a falta de maturidade presente nas consciências, em razão do que creem. Por conta das inúmeras escapatórias criadas, seus meios e único fim, ou seja, no céu, deixam de buscar o verdadeiro e único caminho, que se realizado culminaria onde todos querem estar após morte, no plano celestial. Em meio aos seus enganos, emaranhados a eles, só se verão quando estiverem vivendo tal tragédia.

Por Loir Xavier