Bem aventurados são os que nascem e logo no decorrer de seu crescimento são orientados na verdade de Deus! Privilegiados são os que ouvem desde tenra idade qual o caminho a trilhar para obter a vida infinda e fazem deste, seu único objetivo! Aos outros, cabe o sorriso amarelo e a tristeza estampada nos olhos, a tez franzida, os ombros cansados e caídos, pés descalços e feridos, mãos calejadas. A estes coube também, o ensino do engano passado de geração à geração, sem que nenhum sequer se rebelasse contra a escravidão, contra a servidão, perpetuando ao longo dos tempos o domínio da carne. De certo por encaixarem-se a ela como uma armadura no peito e por conta disso sentem-se protegidos, salvos. Não se atentam e nem ouvem a palavra propagada, como se seus tímpanos estivessem perfurados para a verdade. A tradição enraizada cega, mata e joga a consciência ao lixo eterno e vejo que com o passar do tempo torna-se mais forte, rija e conduzindo as consciências ao mais profundo abismo.
Bem aventurados são os que em qualquer tempo, ouvem e colocam-se dispostos a tudo obedecer!

Por Loir Xavier