Invisível! Mas o que é invisível? Em seu significado quer dizer: oculto, escondido, despercebido, que por sua natureza não tem visibilidade. em uma passagem se diz: “Assim, fixamos os nossos olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.”
O Homem, como sempre digo, tem a necessidade de tudo materializar e tal necessidade é sem dúvida alguma consequência de seu distanciamento da verdade de Deus. Fixou seus olhos somente no que está frente a eles, no que é palpável e sensível ao toque de suas mãos, naquilo que fenece e é passageiro. Mas como ver o invisível? Vejo que tal possibilidade parte de sentir que se está dentro de um propósito único, de cruzar a porta, de abri-la para ver que nada está oculto aos olhos, mas que para tal é preciso enxergar com o entendimento, mediante ao conhecimento racional da real e plena verdade de Deus.

Como ver o invisível? Nada está oculto aos olhos, porém, é preciso enfrentar a si mesmo, abrir uma clareira para que a luz do senhor resplandeça frente a densa e escura floresta de enganos que foi erguida ao longo dos anos e isso se faz pelo querer e busca, sendo assim tudo relacionado ao propósito de Deus se fará patente aos olhos. À partir de tal parâmetro, também nos conheceremos como consciência e todos os cantos desse vasto campo, antes escondido, invisível, será transparente, mostrando-se para receber a respectiva cura, vinda do espírito santo de Deus, a medida que caminhamos rumo ao que é eterno. Portanto, saberemos como trilhar o caminho e as ações necessárias para tal, entretanto caberá a cada consciência o seu realizar! Em suma, nada é invisível aos olhos dos que buscam enxergar e viver o propósito para o qual cada um foi criado!

Por Loir Xavier