E o desejar em ação
Ecoou sua vontade de ser
Era a luz na imensidão
Que gritava pelo amanhecer

Há movimentação
Atuando em um raio
Transforma poesia em canção
Metamorfose em soslaio

Candenscência no firmamento
Entre astros diferentes
Lumes que se movimentam
E o verbo se põe à frente

Pelos cordéis invisíveis
Transpassam a energia
Sustentam coisas incríveis
Um universo em sincronia

Alimentado pelo cultivo
A inspiração do eterno ser
Quer pelo espelho ser emergido
Perpétuamente transparecer

Regente da sapiência
Que foje à nossa visão
Revelada aos olhos prudência
Que ao seu olhar traz perfeição

Sua intensidade
Não é calculada
No peito batuca a verdade
Que por ninguém é encontrada

Mas aos sábios foi revelada
Pela busca incessante de lumiar-se
O movimento na tua estrada
Fez clarão, seu baluarte

Pelos cordéis invisíveis
Transpassam a alegria
Sustentam coisas incríveis
Seu universo em sincronia

Patricia C.