A compreensão pingou
Rastros de escarlata
Meu coração encharcou
A esperança não tarda

A dor em forma de amor
Há guerra na minha imensidão
Meu deserto é puro calor
E eu aqui na solidão

Eu caminho só
Só eu e o meu anjo
Meus pés resvalam em pó
Mas desistir nem em sonho

Vem o pranto
Um remanso
Longe do encanto
E o meu imo em canto

É o batucar da vida
Melodiando em mim
Ditando-me em rima
A trilha que devo seguir

Eu caminho só
Só eu e o meu anjo
Meus pés resvalam em pó
Mas desistir nem em sonho

Despertei do meu sono
E não quero sonhar
A realidade veio ao meu encontro
E hoje o que eu quero é amar

Eu caminho só
Só eu e o meu anjo
Não me tenha dó
Este o caminho para tornar-me santo

Por Patricia Campos