O que dói em mim
Dói em ti
Empatia que se diz!
Eu sinto você aqui

Tua dor é minha
E a alegria também
Minha melhor companhia
Moro no teu abraço meu bem

Teu olhar é calmaria
Segurança traz-me à mão
Alacridade é tê-lo em meus dias
Tua morada é meu coração

Satisfação em revê-lo
Tua voz me é incansável
O teu colo é meu sossego
Meu abrigo incomparável

Sorrio com teu sorriso
Me entristeço ao vê-lo chorar
O teu valor meu amigo
É inestimável e posso afirmar

Sinto-me livre
Liberdade é poder te amar
Sentimento que consiste
Pela troca do nosso olhar

Seco tuas lágrimas
Porque tu secas as minhas
E quando uno minhas pálpebras
Suspiro pela tua vida

Não és somente um amigo
Mas é o meu grande irmão
Um verdadeiro incentivo
É esta nossa união

Por Patricia Campos