Desde sempre esteve lá
Antes movendo meu pó
Depois minha visão veio alterar
Dando em minha alma um nó

Por falta de amor
Próprio e pela vida
Ficou tanto tempo sem resplendor
Raiz eterna esquecida

Mal sabia
Era minha fortaleza
Raiz forte da vida
Minha eterna natureza

Aprofundou-me
Da forma mais resistente
Rasgou-me
De forma surpreendente

Fez-me sangrar
E junto fez-me chorar
Descobri-me lar
E esta raiz é meu par

Saímos então a dançar
A música orquestrada do céu
Tudo o que fez foi me amar
E desnudou-me do véu

Cobriu-me no meu inverno
Revestindo o meu interno
Transformou minha terra fértil
Desabrochou minha flor no eterno

Mal sabia
Era minha fortaleza
Raiz forte da vida
Minha eterna natureza

Por Patricia Campos