Pairou nos pensamentos
Voou para bem longe
Transpor era seu intento
Sua alma era esta ponte

Tudo estava ali
Seu começo seu meio e seu fim
Bastava em si refletir
Para autodescobrir-se, enfim

É intrigante o interno
Nele mora um universo
Por ele se vai ao eterno
Quando torna-se ao reverso

Mira os detalhes ocultos
Dissolve-os até derreter
Derruba todo o muro
Até que possa viver

Passa a enxergar o invisível
Coisas que jamais sonhou
De forma estranha e incrível
Vê tudo o que em si espelhou

Em câmera célere
Pela mente passa sua trilha
Fatos reais de uma série
Que no fim seria perdida

Então quis mudar esta cena
E seu imo reverberou
Pra vida então ela acena
E pede um pouquinho de amor

Por ser verdadeiro o que sente
A vida lhe viu acenando
Seu desejo é ser consciente
Prometeu enxugar o seu pranto

Era uma troca de olhares
Onde o amor é recíproco
Encontrado em milhares
De imos simples perdidos

Mas que procuram a cura
E dão oportunidade a si mesmos
Que não desiste, mas luta
Para mudar seu desfecho

Por Patricia Campos