Enlaçou seu universo
Externo e interno
Emaranhado em simples versos
Característica do que é terno

Plenitude em seus olhos
Serenidade de tua estrela
Desatar o opróbrio
Acrisolar seu planeta

Ser leve como um pássaro
Para voar em teus pensamentos
Enxergar teus passos
E a beleza do firmamento

Desvendar a obra interna
Mas prestar atenção no que te rodeia
É pintado a mão esta tela
Que teu imo tanto anseia

É paz o assoviar do vento
Calmaria no quebrar das ondas
Desprendendo-se do tempo
Conhecendo-se de ponta a ponta

És belo teu emaranhar
Sistemas estelares
Parar para apreciar
Sentir a vida nos olhares

Perfeição em grandes traços
Como um pincel nas mãos de um artista
Desenhou as galáxias e seus laços
Colocou a vida como protagonista

Pairou-se a calmaria
Sobre a brisa do amanhecer
És a voz da sabedoria
Que impera em cada ser

Estrofes cheias de alegria
O raiar da felicidade
Natureza em sincronia
Proclamando o soar da verdade

Ser perene em tudo que se vê
Obras do eterno
Abra os olhos para viver
Voar junto ao sempiterno

Por Luíza Campos