Deus tem um único propósito e eu estou dentro dele. Em mim há duas existências, à saber: a carne e o espírito de Deus, dois seres completamente opostos um do outro. Na carne somos criações e fomos criados por um único objetivo, produzir a consciência, pois, é o ser humano que produz a consciência, o fruto do querer de Deus, pois Ele quer ser manifestado por nós, Ele quer ser refletido em nossos espelhos, por isto também nos assentou o seu espírito pela vida. Essa vida que posamos na carne é do espírito, ele é a vida em nós, ele é quem enche nossos pulmões com a sua vida. E o propósito de Deus a nós é este, que nossas consciências andem pelo espírito e o sirva com honra, pois a vida eterna dela já é este espírito que nos vivifica e o pó retornará de onde veio, virará comida de vermes debaixo da terra, e como já sabemos também, tanto o espírito quanto a carne tem seus desejos e os dois causam inspiração na consciência para a própria agir por quem ela quiser.

Os desejos carnais atentam a consciência para ela realizar seus feitos sangrentos, pois não há muito tempo, o agora é o da carne e é por isto que tudo pra ela deve ser para ontem e se a consciência não enxergar o laço da carne sobre ela, a própria se enforca nele. Por isso que o caminho da vida é de lutas e guerras, pois o espírito e a carne brigam para conquistar a consciência e a vitória depende exclusivamente da consciência, pois o lado que ela se posiciona será o lado vencedor. Então precisamos prestar muita atenção em nossos desejos internos, pois o que muito parece ser bom, acaba sendo terrível para o nosso coração. A carne tem seus desejos e eles aniquilam, afobam, afogam e sufocam, mas o espírito também tem seus desejos, ele edifica, transforma, lapida e acalma. O espírito é eterno e seus bens também são, enquanto a carne é só frustração e o poder da escolha é somente da consciência, é ela quem decide quais desejos realizar, se da carne com sua opressão ou do espírito com seu amor, vida e libertação.

Por Maria Lucia