Hoje, conhecendo um pouco da sabedoria de Deus, dá para imaginar como seria bom este mundo se todas as consciências vivessem para o espírito de Deus, este lugar seria um maravilhoso celeiro, um belo jardim, pois as consciências teriam uma só mente, a de Cristo e todos viveriam na paz do Senhor. Um ajudaria o outro no caminho da vida, as mãos estariam sempre estendidas aos irmãos para levantar aquele que caísse e com o verdadeiro amor de Deus reinando sobre os povos, a união seria eterna e viveríamos de festas entre nós e Deus.

Mas como não aconteceu como o Criador planejou, vemos hoje a vergonha em que está este mundo, só existe coisa ruim dentro dos corações, é um manipulando o outro para causar discórdia, brigas, vidas são tiradas pelo ódio, pelo ciúme. A consciência já anda armada pelos demônios que há dentro dela, pois dependendo da situação cada demônio tem a sua vez de agir pela consciência e sendo assim a própria se machuca, fere o outro e também fere a Deus. Essa é a realidade desta vida hipócrita, falsa e mentirosa. Mas mesmo na minha dificuldade interna que passo, sempre estou ativa, bato nas portas dos desconhecidos, ofereço o mesmo pão que Deus me dá e a mesma água que mata minha sede, mas os portões continuam trancados com seus cadeados e correntes. Mas aqui estamos, chamando os nossos irmãos para acordarem para a vida, batemos todos dias na porta de suas cavernas e gritamos: irmão levante-se desta tumba e arranque de seu corpo as ataduras e saia para fora para conhecer o Pai e seus irmãos…

Por Maria Lúcia