A espada de dois gumes é afiada dos dois lados e tem como representação a palavra verdadeira do Senhor, que por sua vez é viva e eficaz, corta pela raiz o engano, dissipa o mal, pois traz no fio da espada a verdade que liberta e faz voar a alma. Da minha boca chove as gotas do céu, água limpa, pura e saudável, que adocica com amor os corações, os deixando com sabor leve do mel. Eu falo do propósito de Deus, do espírito do Senhor, da salvação de Cristo, o espírito que em nós habita, o anjo que o próprio Deus nos assentou pela vida. Em meu coração a espada penetrou, tirou de mim a secreção do amor e do engano, me livrou fazendo-me enxergar a luz, e seu esplendor tirou-me o véu de meus olhos, fez-me ver o demônio que me assombrava, a espada perfurou o meu peito e sobre seu reflexo me vi como realmente sou, arrancou de mim as máscaras falsas e ali mesmo me larguei para me encontrar na imagem de meu espelho, fui alva da flecha do Senhor, meu coração em cheio ele acertou e decretou em minha alma a sua lei da salvação. Espada de dois gumes a palavra da verdade, que liberta e faz voar um grande coração puro. Deus fala por minha boca a razão da existência humana, propago o evangelho do reino, mas ninguém quer me ouvir, mas a espada está em minhas mãos, pronta para atacar, pois luto do lado de Deus para apresentar a vida a todos.

Por Maria Lúcia