É a própria consciência quem deve se fazer participante e isto em tudo, em qualquer coisa e somos nós pelo sentimento verdadeiro que devemos procurar tocar a Deus e isto deve ser com boa vontade, com prazer de servir, de se colocar de verdade como instrumento nas mãos do Senhor para sermos usados quando Ele quiser e precisar. E verdadeiramente a visão tem que ser sempre no propósito e apoiar quem vai à frente, não importa quem seja, se for por Deus devemos servir de alicerce para o irmão poder ver e sentir que estamos do mesmo lado e queremos a mesma coisa e nossas mãos, pés, olhos, braços precisam estar unidos, como verdadeiramente deve ser um corpo, com todos os membros funcionando em harmonia, para quando um precisar do outro servir com alegria e irmandade. Como já foi dito e sabido, a boca pode falar o que quiser, mas a verdade é aquela que sai com sentimento do fundo da alma, do coração, pois a outra alma sentirá o seu toque, pois você a tocou com amor.

Por Maria Lúcia