Foi para isto que vim, não estou aqui atoa, não foi por acaso a minha chegada nessa Terra, não vim para enfeitar a vida mundana e muito menos permanecer nela, pois logo no início da minha jornada para entrar nesse mundo já tive que correr para não ficar para trás, a primeira fase eu venci, mostrei a mim mesma e aos que competiram ali comigo que sou capaz de ir muito mais além. Eu estou dentro do propósito de Deus, não vim para brincar, mas sim para conhecer, viver e praticar a ordem do Senhor que em mim foi estabelecida. Em meu coração Ele escreveu a sua vontade e ela diz para eu aniquilar o mundo externo que vivi e o interno que criei, é o dito vencer ou morrer.

A espada de Deus tenho em minhas mãos e é com ela que luto contra meus inimigos, é com ela que risco e sangro o meu coração e é com ela que vencerei este mundo, pois não vim para outra coisa a não ser cumprir com a vontade do Pai que habita no céu, darei a Deus o que sempre foi Dele, a minha alma. Andei por uns tempos perdida, o mundo por uns anos me tomou de suas mãos e meus pés quase resvalaram para a perdição, mas no meio do caminho avistei a minha casa, ouvi a voz do meu Pai me chamando para retornar ao lar, caí em seus pés, chorei por ter desviado do seu caminho, chorei por ter cometido tantos atos abomináveis, chorei também de emoção por conhecer Aquele que me criou, Aquele que me trouxe até aqui, pois o mesmo que me fez chegar no plano material é o mesmo que me levará até o plano espiritual e é o mesmo que fará eu vencer este mundo.

Nele está o meu falar, meu caminhar e meu agir, é por ele e por mim que enfrento meus medos, meus gigantes, é por causa dele e da vontade de Deus que ando nesse caminho, pois quem o conhece de verdade e tem amor no coração jamais o abandona, mas se une com a vida para vencer toda esta catedral e quem se opuser no caminho. Eu não estou aqui para viver esta vida banal, eu vim para fazer jus a vontade do meu Criador Deus, realizando em mim o teu querer e é assim que vencerei esta esfera junto do meu senhor e com a espada que Deus colocou em minhas mãos.

Por Maria Lúcia