O nosso corpo é formado por vários membros e cada um deles possuem suas funções, a língua por exemplo, é responsável pelo paladar e auxilia na mastigação e na deglutição, e também na reprodução de sons. Toda consciência age determinadamente por algo que ela quer e deseja muito, e em se tratando do propósito de Deus, a língua se manifestará do lado que a consciência está, vou dar um exemplo real: dentro de nós há duas existências, a carne feita do pó da terra e o espírito, o braço do Senhor que nos dá a vida. Temos também a nossa consciência que inclusive é quem decide por qual existência ela quer se manifestar e sendo assim a língua metralhará sempre palavras do lado que a consciência se inclinar, se for do lado da carne, ela é uma fera indomável, pois a própria faz parte do corpo mortal e quando se cumprir a lei de Deus que diz: e o pó volta ao pó como era, pronto, matou a fera, comeu areia e nunca mais retornará a falar novamente, mas se a consciência agir por Deus, a sua língua manifestará o céu, as boas novas do reino, a paz, o amor de Cristo, a vida do espírito que já é o próprio quem a faz falar.

Agora me diz: quem pode calar a voz de Deus? Quem pode atrapalhar o ecoar do som da liberdade? Quem pode parar quem fala por Deus? Quem pode fazer as estrelas pararem de brilhar ou o sol não mais esquentar e o dia não raiar? Ninguém! A não ser Deus que tudo criou e nesse caso a língua não será indomável, pois ela é instrumento de Deus e deve ser usada para pregar a verdade ao povo dessa Terra e só Deus pode silenciar a língua que propaga o som da vida e a justiça. Fera só na carne, mas no espírito resplandece a mansidão, a paz e o amor.

Por Maria Lúcia