Não só mudar o rumo, mas os pensamentos, sentimentos e o agir. Conhecemos o novo, a vida de Deus que habita em nós e nessa direção temos que seguir. Não basta mudar somente o entendimento, falar palavras bonitas, mas sim toda a postura da consciência a favor do ser celestial, pois o falar de nós mesmos todos nós falamos, mas o que realmente conta é o verdadeiro sentir pelo espírito, o andar pelo espírito, o amar pelo espírito e dar as mãos pelo amor a Deus e a todos. Mudar não é você deixar o que já queria deixar, mudar por si e por Deus é você ir ao monte Sião e lá mortificar-se na carne e todos os que habitam nela e sabemos que isto não está só no dizer e sim no praticar o que diz ver. Devemos também nos enxergar dentro da verdade, espelhar o eu como sou e separar o amor da paixão, pois o senhor é compreensão e não tormentos cheios de picuinhas. Mudar de rumo é levarmos na bagagem os tesouros do céu, a obediência ao senhor, ouvir suas instruções e fazer o que Deus ordena. Mudar não é simplesmente dizer: eu vou mudar, eu quero mudar de rumo. Na verdade, nem precisamos abrir a boca, pois Jesus disse assim: pelos seus frutos eu vos conhecereis. Então não está no dizer, mas sim nos frutos que demonstramos ter…

Por Maria Lúcia