Que ele cresça e que eu diminua, que eu por ele suba ao céu e lá de cima veja o seu resplendor, que sobre meu monte ele se assente e com sua mão me guie, com sua verdade me transforme e com seu amor me molde para o seu bem. Que no alto da colina ele se alastre e toma-me zelando do meu coração e sarando as minhas feridas. Que o filho do meu Deus cresça em meu âmago e com sua luz ilumine as profundezas do meu eu e com suas mãos arranque pela raiz todo o mal que se instalou em minha alma, não importa a dor e nem as lágrimas, pois já estou acostumando com elas, pois vão me acompanhar por um bom tempo no caminho que escolhi para andar, pois eu estou indo para nunca mais voltar.

Vou em busca do que o Pai me prometeu e aos poucos tanto a dor quanto as lágrimas ficarão para trás, bem longe de mim, pois elas darão lugar a novos ares que irei conquistar no trajeto do caminho da vida, mas também estou contente porque a minha frente está o senhor, a razão do meu viver, o meu condutor, o senhor que está comigo onde eu estiver, pois a sua vontade foi escrita na tábua do meu peito e com o derramar de meu sangue irei cumprir com fervor o querer do meu Criador, pois vim a este mundo só para satisfazer a vontade do senhor que vive entre os mortos.

Os decepados de coração não verão a Tua glória, pois suas cabeças estão no chão, sobre o pó da terra que irá cobri-la para todo o sempre. Que o espírito do Senhor Jeová cresça abundantemente em mim fazendo-me nova e eterna com vida.
Que em meu ventre ele seja inseminado e gestado, que o espírito de Deus, filho da justiça venha a crescer a cada dia em meu coração, pois esta semente da vida veio de Deus para eu obter a sua salvação.

O espírito é a árvore da vida que deve crescer em nossas terras consciências, deve tomar todo o espaço do campo, se estender em cada rua desta imensa estrada, espalhar os seus ramos em vias isoladas e escuras levando assim a esperança a cidade e com toda essa extensão no alto do cume, no tempo certo ela brotará e dará bons frutos onde a colheita será o amor, a paz, a mansidão, a paciência, o domínio próprio e entre outros magníficos brotos da árvore da vida, do espírito santo de Deus que nos habita.

Que nós consciências corramos incansavelmente em busca do senhor para conhecermos o nosso ser de luz, nosso corpo infindo, nossa estrela guia, pois ele só crescerá no imo se nós buscarmos conhecimento, entendimento e prática da sabedoria do Pai que estás no céu. Portanto, se fizermos tudo que precisa ser feito em prol do senhor e da vida eterna, com certeza a tendência é o crescimento espiritual continuamente.

Por Maria Lucia